vamos lá

topo_fitness

É sempre difícil falar de emagrecimento. Eu explico.

Cada um sabe onde o calo aperta.

Têm pessoas que sempre foram gordas e lutaram a vida inteira contra isso, se censurando, se amando menos, não se aceitando. Eu não sei o que é viver isso. Fui gorda por um período.

Outras pessoas estão satisfeitas como estão: seja magra ou gorda.

E tem gente que nunca está satisfeita.

Eu sempre fui muito magra. Sempre me reconheci dessa forma. Comecei a engordar gradualmente. Em 3 anos (2011, 2012, 2013), engordei 15 quilos. Eu não me reconhecia naquele corpo.

OBS: Eu não estou de forma alguma falando que ser gorda é um problema. O que estou falando é que cada um precisa se sentir bem no corpo que tem.

Quando me vi muito acima do peso, o que inclusive estava prejudicando a minha saúde, eu decidi mudar.

É fácil? NÃO.

É FODA.

Nunca precisei fazer dieta na minha vida. Comia o que queria e fazia muito exercício.

Fiquei 6 meses (de novembro de 2013 a maio de 2014) fazendo uma dieta rígida.
Fazer dieta é se privar de comer besteira e de comer várias coisas gostosas. Fazer dieta é saber lidar com os outros comendo e você não. É ter que comer menos na rua ou não poder comer aquele seu prato preferido. Fazer dieta é falar não o tempo todo. É respirar fundo. É abrir mão de uma saída se você acha que não consegue ficar sem beber, é não poder comer doce na hora que der na telha e milhões de outras privações.

Eu acho que ninguém gosta de fazer dieta.
me poupe.

Acho que tem gente que vive mais feliz mesmo tendo que comer saudável e tal. Mas ninguém gosta de se privar.
Eu adoro comer besteira. Sei o prazer de comer coisas saudáveis também e de ter uma rotina mais saudável, porque comer bem melhora a pele, o cabelo, o humor, a corrida, tudo.

Acho que a maioria das pessoas “eat their feelings”. Ou seja, tá triste, come. Tá feliz, come. Tá nervoso, come. Teve um dia estressante, come. O prazer está em comer coisas gostosas e comer fora.

Sou ansiosa demais. E como também. Doce, principalmente.
A minha sorte é que amo fazer exercício. Isso também me ajuda muito.

Mas não se engane: só exercício não emagrece.

Se você me perguntar hoje se me acho magra? Vou te responder que sim. Mas hoje não estou com o corpo que desejo.
Tem uns meses que estou mais desregrada na comida e as consequências aparecem.

Cada um sabe do corpo que tem e deseja.

Para alcançar um objetivo, infelizmente precisamos abrir mão de algumas coisas.
Por isso que dieta nenhuma é sustentável a longo prazo. Somos humanos. Não conseguimos ter disciplina por tanto tempo.

É um discurso conhecido já, mas o importante é a mudança de hábitos. O mais importante, porém, é o equilíbrio.

Ser neurótica demais é muito ruim e em alguns casos mais sérios é até doença.
Se sacrificar nunca é legal. Por isso, é importante que você tenha um objetivo. Trace metas e prazos. Não para ficar bitolado. Pelo contrário. Pra se motivar.

Eu preciso encontrar um equilíbrio entre fazer dieta e ser feliz. O meu equilíbrio é: comer mais regrada durante a semana e comer o que quero final de semana. É o ideal?

Pra mim é.
Não sou atleta. Não quero ter uma massa magra bizarra. Sei que se eu comesse mais certinho, teria um corpo muito mais modelado e seria bem mais magra. Mas aí estaria sendo muito inflexível. É meu eterno dilema.

Quero ser feliz com meu corpo e podendo comer algumas coisas.

Author Description

Sem respostas para “vamos lá”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*