tomboyish

O estilo tomboy tá em alta novamente. Certamente de forma ainda mais relevante, porque hoje na moda não há padrões definidos e a questão do gênero não é um limitante para a produção de looks. Não é mesmo? Misturar peças tipicamente conhecidas como do guarda masculino com camisas, blazers, calças de alfaiataria é tendência.

Pelo que pesquisei, fatores como a segunda guerra mundial e o aparecimento do automóvel influenciaram no surgimento precoce do chamado estilo tomboy. Uma das pioneiras, no entanto, foi “Coco” Chanel, que não encontrava roupas que quisesse vestir, então acabava recorrendo ao closet do namorado. Lá pelos anos 60 surgiram os primeiros smokings femininos graças a Yves Sant Laurent. E nos anos 70 e 80 surgiram as ombreiras que coroaram o estilo Tomboy da época.

No filme do Woody Allen, Annie Hall, a personagem principal tem essa pegada.

Peças bem conhecidas como as boyfriend pants (jeans), o tuxedo entre as meninas, sapatos oxford, mocassim, laços com pegada de gravata, suspensórios, oversized tricot, boyfriend blazer, motorcycle boots, camisas oversized e as mais recentes são o colarinho fechado e os casacos de baseball.

Não precisa ter uma pegada masculina óbvia. A ideia não é essa. É só misturar elementos.

Recentemente, a H&M lançou a Denim United Collection, que é uma linha de peças jeans que, como o próprio definição de genderless já diz, não é designada apenas ao público masculino ou ao feminino, mas aos dois.

 

Author Description

Posts recentes

Sem respostas para “tomboyish”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*