suplementação na gravidez

Mesmo antes da gravidez, por conta dos treinos de corrida, eu sempre me preocupei muito com a suplementação. Eu tomava whey protein para dar aquela ajudada na recuperação e garantir que não perderia massa muscular. Depois de um tempo passei a tomar glutamina também para auxiliar no reforço imunológico.

Acredito que a maior parte das respostas está em comer BEM. Saudável. Isso previne MUITAS coisas. Saber o que comer, quando comer, etc. Acreditem faz toda a diferença.

Recentemente, já contei aqui, estou na vibe de evitar proteína animal. Não é por motivos estéticos e sim por motivos de saúde. Já me testei e sou intolerante a várias coisas, entre elas lactose, ovo e glúten. Comia essas coisas e hoje em dia ainda como em menor quantidade, mas dá para reparar que pequenas mudanças em pouco tempo ocasionam melhorias. A digestão melhora, a flora intestinal, disposição, etc. Não consegui ainda cortar completamente porque acredito que seja uma transição gradual. No entanto, passei a ter mais consciência das minhas escolhas.

Já ouvi mais de uma vez que minha filha vai nascer estranha ou que vou ficar fraca para aguentar a gravidez, mas isso tudo é ridículo. Julgamentos vazios de pessoas que não procuram se informar. Leite de vaca não é necessário e não é o único alimento que tem cálcio, assim como a quantidade alta de proteínas presente em carnes não é única e exclusivamente característica de proteína animal. Conheço vários atletas que são plant based e estão arrasando! Mas isso é assunto para outro post.

Na gravidez é importante ter cuidado com algumas taxas, como por exemplo ferro, b12, etc. Hoje quero falar sobre a suplementação de proteína vegetal que vou começar a tomar, por orientação do meu nutricionista. Muitas vezes, as pessoas acham que as decisões “radicais” são loucura, mas tenho acompanhamento.

Vale ressaltar que essas proteínas devem ter composição 100% natural. Estou usando a Veggie Protein da Essential Nutrition, uma das melhores marcas. Não é jabá porque não ganho dinheiro com isso, mas sempre indico produtos que eu confio.

Muitas pessoas quando procuram proteína para suplementar a alimentação procuram whey que tenha sabor de cookie, chocolate, morango, etc. Muitos têm aromatizantes artificiais, corantes ou químicos pesados. Fique atento nas fórmulas dos produtos que vocês consomem! Independente da fase em que você se encontra.

Veggie Protein é uma combinação da proteína isolada da ervilha amarela e da batata, com excelente perfil de digestibilidade, obtidas sem utilização de solventes químicos, preservando, assim, suas propriedades nutricionais. Uma suplementação 100% vegetal que fornece aporte proteico de 29% das necessidades diárias recomendadas a um adulto.
Fonte apropriada de proteína para veganos e vegetarianos ou para quem possui alguma intolerância a qualquer substância de origem láctea. Além do favorável perfil de aminoácidos, alto teor proteico – 84% de proteína – e baixa quantidade de gordura, a proteína da ervilha é rica em outros nutrientes importantes aos veganos e vegetarianos como arginina, lisina, l-fenilalanina e minerais.

Como tomar essa proteína, por exemplo?
Estou suplementando uma dose de 15g pela manhã e à tarde. Posso bater com meu smoothie de frutas vermelhas ou cítricas com água de coco, como na foto. Ou posso tomar puro

Não estou estimulando ninguém tá? Tô só contando para dividir mesmo.
Procurem orientação nutricional de alguém que vocês confiem e conheçam o trabalho.

Author Description

Posts recentes

Sem respostas para “suplementação na gravidez”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*