sorvetes veganos: escolha um para chamar de seu!

Pessoal, olá!

Eu sou aquele tipo de pessoa alucinada por sorvete. Na gravidez, então! Como tenho evitado excesso de leite animal, fui atrás de receitas de sorvete com leite vegetal.

O leite que usei em todas as receitas foi o leite de coco caseiro. Já postei a receita dele aqui.

O sorvete mais simples de todos e mais saudável é só a fruta batida com o leite de coco. Esse da foto eu fiz de manga.
Basicamente 1 manga, 2 colheres de sopa de leite de coco caseiro (ou outro vegetal tipo aveia e castanha) e coco ralado (resíduo do  preparo do leite de coco).

Bate tudo e coloca no congelador!

Mais fácil não existe!
Fica deliciosa e refrescante. Rola de fazer com morango e quem sabe banana.

A segunda opção vegana de sorvete é de chocolate.

Ingredientes:
100 ml de leite de coco caseiro
2 colheres de sopa de cacau em pó
2 colheres de sopa de açúcar demerara (ou mascavo ou de coco)

Modo de Preparo:
Coloca tudo numa panela em fogo baixo e mistura até ferver. Deixa esfriar e coloca numas forminhas e no congelador.

E por fim o sorvete com mais textura de sorvete sem ser vegano, porém o mais difícil de fazer também.

Sorvete de creme vegano

Ingredientes:

1 xícara de leite de coco caseiro
3 colheres de sopa de açúcar demerara
5 gotas de essência de baunilha
1 colher de sopa de tapioca hidratada na água
meia colher de chá de emulsificante (*)

Modo de Preparo:
Coloque em uma panela em fogo médio 1 xícara de leite de coco, 3 colheres de açúcar, 5 gotas de essência de baunilha e misture. Deixe ferver. Quando tiver fervendo, abaixe o fogo. Adicione a tapioca misturada com 3 colheres de sopa de água. Misture tudo até engrossar e desligue. Coloque o creme numa vasilha e leve ao freezer por cerca de 4 horas.

Retire do freezer e deixe descongelar por 10 minutos. Quebre em pedaços menores e leve ao liquidificador com meia colher de emulsificante. Bata por uns 10 minutos e retorne ao freezer.

Esse ficou bem doce!

(*) Sobre o emulsificante: Os emulsificantes são moléculas que possuem um lado que atrai a água, enquanto outro a repele, por isso consegue agir na interface entre líquido e gordura, fazendo com que as substâncias não se dispersem. Atuando como um estabilizante, o emulsificante torna mais compatíveis ingredientes que normalmente não se misturam, como a água e o azeite, deixando a mistura bem mais uniforme, lisa e agradável tanto ao toque como ao paladar.

Nos sorvetes e cremes, o emulsificante produz uma sensação de maior maciez ao paladar, além de produzir um derretimento mais lento. O acréscimo do ingrediente cria uma textura espumosa, com leveza, porém mantendo certa firmeza na densidade do produto final.

Eu não achei com facilidade em Brasília, então encomendei de um site de confeiteiros no interior de SP. Foi menos de 5 reais um potinho com sei lá 150ml. Comprei da marca Arcor que li em vários sites que não testa esse produto em animais, etc.

Vale ressaltar que não sou vegana e nem estou me propondo ser. Sou uma pessoa em busca de conhecer mais os processos da minha vida, seja na alimentação e fora dela. Buscar produtos mais naturais. Tentar ir aos poucos abrindo mão de certos hábitos. Não estou nem na metade do caminho que gostaria, mas sigo tentando.

Author Description

Posts recentes

Sem respostas para “sorvetes veganos: escolha um para chamar de seu!”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*