sempre tudo

topo_queridinhos

Ninguém deveria se contentar com menos do que tudo. Por que aceitar qualquer coisa? Por que aceitar alguém pela metade? Por que aceitar um emprego que não tem faz feliz? Por que aceitar um relacionamento que não te traz prazer?

Eu sempre fui muito intensa. [ou seria exagerada? haha] Não sei viver emoções pela metade. Ou vivo tudo ou não vivo nada. Entro de cabeça, mesmo quando estou apavorada.

Já assustei muita gente assim e já fugi também. Confesso que não tenho meio termoOu eu sei desde o princípio que não será amor ou quando eu amo, eu amo para valer. Tudo no meu tempo, claro. Porque sou do signo de escorpião. Mas quando gosto, o meu tempo é já, é hoje, é para sempre.

Não tenho medo de assumir riscos e nem medo de tomar decisões complicadas. Não gosto de sentir que tô perdendo tempo. Não sou de me conformar, não sou de me acomodar e não sou de aceitar menos do que acho que mereço.

Claro que já vivi situações de comodismo. E me sentia frustrada por estar naquela inércia. Às vezes nem encaramos como inércia e sim como tentativas. Eu acho válido, mas como já disse aqui: saiba a sua hora de parar.

Tem quem fale que estamos sendo egoístas. E o egoísmo tem sempre um ar pejorativo. Já eu acho que estou me colocando em primeiro lugar. Não encaro isso como algo negativo.

Me culpo por não viver o presente mais intensamente. Ainda me prendo em algumas coisas do passado, até algumas bobagens que não valem perder meu tempo do presente e penso muito no futuro. Mas como dizem por aí: “fazer planos é fazer Deus rir.”

O problema está em aceitar menos por medo. Medo de ficar sozinha, medo de se entregar demais, medo do incerto. Se tem uma coisa que pode ser infinita, essa coisa é o medo. Se formos parar para pensar, não vamos viver por medo de tudo. O medo paralisa.

Eu já tive muito medo. Ainda tenho. Quando a gente gosta pra valer, aí é que dá medo mesmo. Mas com o tempo vamos ajeitando as nossas prioridades e hoje entendo melhor o que vale a pena. Por exemplo, não quero um emprego que só pague as contas, não quero uma amizade que só sai para festa, não quero só conversas superficiais… Eu sei hoje que sou completa sozinha, por isso não preciso que meu relacionamento seja uma muleta. Quero um amor que me transborde e não vou aceitar menos.

Tudo é só a infinidade de possibilidades que se abrem quando estamos dispostos a viver.

Bom fim de semana =**

 

Author Description

Posts recentes

Uma resposta to “sempre tudo”

  1. 7 de novembro de 2015

    Ely Responder

    A intensidade é natural desse nosso signo, que sem falsa modéstia é o melhor, mas concordo com vc qndo diz que não devemos nos contentar com pouco ou muito menos com apenas a metade, talvez essa nossa impulsividade seja nossa maior aliada, pois assim descobrimos se realmente é aquilo que nos salva ou nos joga na merda….kkkkkk….eu tenho pra mim que o medo pode nos impulsionar, algumas vezes nos tira do marasmo e outras nos enfia em enrascada…mas eu prefiro me arrepender do que eu fiz….post mantendo o alto nível…como já lhe disse adoro seu blog…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*