Maratona da Paulinha: entrevista

Hoje o Maratona da Paulinha tá especial porque tem uma entrevista com uma corredora que eu acompanho pelo instagram (@jmazucante) e acho incrível.

Julia Allioni Mazucante 
19 anos 

Primeiro, queria agradecer a Julia pela disponibilidade em responder as perguntas para gente e também elogiar ela pela fofura que me tratou <3

Eu que acompanho ela tem um tempinho, vejo a sua evolução, mas principalmente o que me chama mais atenção nela é a forma quase espiritual que ela se conecta com a corrida. Lindo de ver! Inspirador mesmo. Ela tem uma luz, gente!

LoveMojitos: Como vc começou na corrida? Foi por um motivo específico? Há quanto tempo corre?
Bom, a corrida foi uma coisa meio louca na minha vida ! hahaha Eu emagreci tem 2 anos 20 quilos fazendo crossfit, na época eu morava em Mogi das Cruzes ainda. Sou de lá e aí quando vim pra São Paulo, decidi que ia parar o crossfit e ia treinar na academia do prédio. Foi aí que comecei a correr, hahaha por falta de opção mesmo, porque só tinha uma esteira descente aqui embaixo, e aí eu comecei, aos poucos. Hoje já corro tem 2 anos e meio que começou e já faz 1 ano que levo isso mais a sério. 
LoveMojitos: Qual sua maior aspiração? Alguma corrida específica? Um pace específico? Só se sentir saudável? O que te motiva?
O dia a dia me motiva, a disposição que a corrida e a vida que ela me proporciona é incrível ! Conheci pessoas maravilhosas nesse mundo, e além disso, um amor por um esporte que nunca imaginei que poderia gostar tanto. Óbvio, que meu objetivo é sempre estar mais rápida, amo a sensação de morte quando termino um treino bom haha, mas acredito que seja uma coisa muito maior que isso. 
LoveMojitos: Como é sua rotina de treinos?
Basicanente tenho 6 dias de treino e 1 de descanso que eu tento descansar, porque não gosto, mas o descanso faz parte do treino. Faço 2 períodos quando necessário, mas tenho 4 treinos principais de corrida, intervalado às terças, regenerativos às quartas, uma rodagem mais forte às quintas e o longo no sábado. Fora isso, tenho a musculação, que são 2 dias da semana membros inferiores e 2 dias superiores, e sempre que consigo tento encaixar uma bike e uma escada que eu sinto que me ajudam muita na resistência, principalmente mental, gosto de ficar 1h pedalando pra treinar pros longos. Ultimamente entrei na yoga, pra achar um maior equilíbrio ainda na respiração e mente, que são super importantes pra hora da corrida. 
LoveMojitos: No seu dia a dia, tem alguma dificuldade que você enfrenta na corrida?
Dificuldade em termos de condição física? Não, mas em termos de planilha, às vezes num dia que tenho intervalado, tô afim de fazer um longo, ou vice e versa, e temos que respeitar o que o treinador manda né?
LoveMojitos: como a corrida te mudou como pessoa?
Mudou a minha vida total. Acho que o momento que você tá ali, é seu. Você consigo mesma a cada passada e técnica que você aprimora, é uma evolução constante e um momento de reflexão. Não sei explicar muito bem, acho mágico. Hoje se fico sem correr um tempo, fico meio mal humorada, e isso é raro. Traz evolução de espírito sabe ? Auto-confiança. 
LoveMojitos: Qual seu momento preferido da corrida?
Aquele que você não entende como você está tão rápida, que você não sente a mecânica de tão perfeita que ela está e você flutua sobre o chão abaixo. Esse momento, de transe.
LoveMojitos: E por fim, queria que você desse um conselho pra aquelas pessoas que querem correr e outro para aquelas pessoas que já correm. 
Nunca pare. Faça por você e fará sentido. Respeite o limite do seu corpo e seja humilde, não queira sair correndo pace 4 com a postura toda errada. E lembre que corrida é um esporte que vem de dentro pra fora. Se a mente não tá bem, a coisa não flui. 

Author Description

Posts recentes

Sem respostas para “Maratona da Paulinha: entrevista”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*