experimentar novidades

A foto principal do post já diz tudo. E aí, quando foi a última vez que você fez algo pela primeira vez? Algo por você?
Eu tento apimentar essa equação semanalmente. No meu caso foi ontem.

A verdade é que adoro a minha rotina. Tenho meu ritual de manhã que adoro fazer e respeitar. Sou daquelas metódicas que quando não dá tempo para fazer tudo naquela ordemzinha é como se algo me tirasse do eixo.

Mas não confundam rotina esquematizada com zona de conforto. Tenho consciência e tento experimentar coisas novas no meu dia a dia. Tento me proporcionar isso. A verdade é que muitas vezes esquecemos de investir o nosso tempo na gente.

Tenho ido bastante para cozinha. Me aventurar mesmo com receitas veganas que nunca nem quis fazer. Já tive outras fases antes de testar receitas, mas essa tem sido a mais prazerosa. Gosto de estar lá, me planejo para isso e curto cada conquista. Cada leite de coco caseiro que faço, cada bolo, cada invenção de hambúrguer sem carne, etc.

Sempre fui uma pessoa preconceituosa com alguns alimentos. Dizem que carioca tem uma fama de nunca ter provado a comida, mas já falar que não gosta. E eu tive isso por muito tempo com abóbora. Até ser surpreendida por ela num jantar na casa de uma amiga e adorar. Outro alimento que torço o rosto é quiabo e jiló. Digo logo que não gosto, mas a verdade é que nunca provei. Posso até ter provado uma vez e não gostei. Não tentei de novo.

Meu nutricionista me disse que é preciso testar um alimento 10x de formas diferentes antes de falarmos que não gostamos. Estou nessa luta com tofu. Já testei de 3x formas. Hoje vou experimentar pela 1 vez uma quarta. Vamos ver.

Recentemente, me aventurei num curso de corte e costura. Sonho antigo. Desde criança, via minha vó costurando e queria fazer igual. Demorei anos, posterguei, fiquei atolada e finalmente quando engravidei, entrei em um. Fiz um mês e não gostei das aulas. Parei e agora tentarei recomeçar de casa.

Diariamente temos que pensar em formas de nos reinventar. Reinvestir na gente. Um livro novo. Um cinema no meio da semana. um banho mais demorado. Uma série nova.

Eu mesma depois de anos decidi dar uma chance para Greys Anatomy. Cismei que tinha que me viciar numa série nova antes da Sofia nascer. E eu gosto de ter uma série minha. Tô adorando.

E ái pensando nessas coisas hoje, li de manhã no meu ritual ao acordar uma passagem do livro Recados do Bem que encaixou perfeitamente.
Acredito que esses livros assim funcionam para lermos diariamente o que precisamos ouvir.

“A zona de conforto é o nosso vício mais perigoso

Importante conhecer a sua zona de conforto e saber que existe um lugar em que você se sente confortável, saber que existe algo a que recorrer. Mas por que nos limitamos aos mesmos hábitos de sempre? Por que nos sabotamos e nos impedimos até mesmo de ser felizes se isso significa sair desse lugar seguro? Para viver uma vida plena, você precisa de novidades de vez em quando. Expanda seus horizontes mesmo que seja com pequenas coisas. Não tenha medo de ser feliz! Vá a outro restaurante, experimente novas receitas, visite aquele parque que você nunca parou para conhecer. Dá para inserir uma novidade na vida pelo menos uma vez por semana […]”

Author Description

Sem respostas para “experimentar novidades”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*