calendário de saída

topo_queridinhos

Quando se está solteira, uma das coisas mais legais de se fazer é sair pela primeira vez com alguém. Eu adoro. Depois do convite concretizado, é preciso escolher data, horário e local. E isso muitas vezes pode ser um divisor de águas.

Uma coisa que eu acho que está se tornando cada vez mais frequente é o cara que não te chama para sair no fim de semana. Sexta, sábado e domingo são dias proibidos.

Isso pode ter diversos motivos e a maioria deles me parece ruim. O primeiro motivo é porque ele não quer gastar o fim de semana dele comigo. Outro motivo pode ser que ele não me vê como prioridade. Outro talvez seja que ele só quer transar e fim de semana indicaria algo mais sério. Pior ainda se ele não quiser ser visto em público comigo. Jantares a dois na casa dele são muito convidativos, mas é bom variar.

Já fiquei com um cara que não gostava de sair de casa para fazer nada. E gente, nada é nada mesmo. Não tô exagerando. Em dois meses ficando direto, saímos uma única vez para almoçar. E isso só aconteceu depois de uma briga por conta de um balão que ele me deu. Se isso não indica problema, eu não sei o que indica.

Claro que quando eu tava no meio da situação, eu inventava mil desculpas para justificar o injustificável. Até porque com os amigos ele saia para beber. Ou seja, só reforça os motivos que citei há pouco. O problema era comigo.

Fato da vida é que todos esses motivos me levam a uma simples conclusão: o cara não quer compromisso. Neste caso, comigo. O cara que não quer compromisso não quer sair no fim de semana para almoçar e ir ao cinema. Isso é programa de namorado. O cara que não quer compromisso não quer acordar no fim de semana e te levar para tomar café. E o cara que não quer compromisso só quer sexo. Ou seja, na cabeça dele, ele não precisa fazer nada para te conquistar.

Não está errado as pessoas quererem sexo sem compromisso. Talvez eu esteja errada em muitas vezes esperar algo diferente. 

Li uma frase que dizia: o cara certo não é o que quer te ver na sexta à noite e sim o que quer passar o sábado com você. E olha, vou te contar: eles estão escassos, viu?

Caras assim emitem alertas claros. Mas muitas vezes, quando estamos envolvidos, a gente vai fingindo que não vê. Exemplos de algumas coisas que chamam atenção: se ele não quer dividir uma parte importante da vida dele com você, tipo não conta coisas mais íntimas ou não pergunta nada para você, se ele nunca marca coisas com antecedência com você, ou sei lá, se ele simplesmente não parece ter um interesse em te procurar.

Uma amiga minha uma vez me disse que os melhores dias para sair são segunda e terça porque não tem outras programações paralelas para “competir” e assim você não “sente que tá perdendo nada”.

Sexta e sábado são dias potenciais para conhecer outras pessoas em festas. São os dias prediletos dos solteiros. E estar com outra pessoa nesses dias não é vantajoso.

Taí. Homens e mulheres pensam igualzinho quando não estão interessados. O fator determinante é: o quão envolvido você está?

Talvez existam alguns outros elementos na equação, mas na maioria das vezes é tudo muito preto no branco. Não são todos os caras que saímos que queremos que sejam fofos e nos chamem para sair no final de semana, mas tô começando a perceber que os que a gente quer nunca são os que chamam. É o dilema eterno da solteirice.

Confesso que estou com saudades de gostar de alguém que queira me levar para uma festa fim de semana, que me chame para almoçar picadinho no sábado à tarde, que me encontre para ver um filme na tarde de domingo. Que não seja a pior versão dos homens que estão solteiros por aí. Saudades de sentir a segurança de um cara que quer me ver sempre que pode sem precisar ficar encanada. Saudades dos romances reais, cheios de clichê e saídas despretenciosas.

Author Description

Sem respostas para “calendário de saída”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos exigidos estão marcados com *


*